DESIGREJADO OU DESVIADO?


Será mesmo que o termo pejorativo “desigrejado” pode ser atribuído a quem decidiu não frequentar uma denominação ou culto religioso?

“É certo que num mundo onde as aparências são consideradas tão ou mais importantes que a real condição de um indivíduo, há aqueles que preferem correr riscos seguindo tendências e ideias perigosas do que ouvir a voz do espírito na sua própria consciência gritando por sua liberdade.” Douglas L Figueiredo.

A igreja são pessoas. Não é uma instituição, não é uma denominação ou um lugar onde congregamos (nos reunimos).
Quem se sai destes lugares ou prefere não congregar com quem não é um verdadeiro cristão depois de perceber que foi enganado, não se torna um opositor de irmãos ou do evangelho, torna-se sim um opositor dos ladrões travestidos de cristãos que se aproveitam do movimento para literalmente roubar pessoas desatentas e supersticiosas.
Há pessoas que procuram de todas as maneiras denegrir aqueles que decidiram estudar livremente o evangelho e ensinar a outras o que a bíblia realmente diz. São tendenciosamente chamados de desigrejados ou desviados e portanto – segundo o modelo atual – não podem ser pessoas com legitimidade para pregar o verdadeiro evangelho.
Na minha opinião acredito que se o mundo jaz no maligno, ele precisará parar de alguma forma aqueles que sabem que foram enganados e que agora querem que todos saibam a verdade. Quem disse que existe outra licença além da clara ordem do IDE de Cristo? Só mesmo quem segue os padrões mundanos e religiosos para se deter esperando receber uma licença de um semelhante para cumprir a ordenança direta do próprio mestre!

Quem deixa a instituição ou denominação religiosa e suas regras, sabe que deixou a empresa, a casa do dono do negócio – aquele que se diz pastor presidente praticante da simonia – , porque não aceita ser usado como moeda de troca na política e não aceita ver o evangelho de Cristo ser comercializado tão descaradamente.” Douglas L Figueiredo.

Por causa de muitos homens e mulheres com suas práticas contrárias aos ensinos de Cristo vemos muitos deixando de acreditar até mesmo em Deus, seja por causa dos ensinos, costumes e heresias de seus líderes ou liderados ou motivos pessoais. Existem aqueles que abandonaram completamente a fé. Isso sim é algo com que os falsos profetas, pastores, mestres, evangelistas e doutores que supostamente trabalham para o evangelho devem se preocupar. Pois na medida que seu líder adota heresias e falsos ensinos para manter cativo seus membros, faz-se necessário uma séria avaliação, e por amor ao evangelho a desassociação deve ser considerada, porque a cobrança por estas almas que se perderam virá.

O que neste mundo não é baseado em ideologia? Todo mundo quer ter uma pra viver. Se a que encontrou é a certa ou a errada cabe somente a ele descobrir.

Quando alguém descobre que foi enganado por tantos anos ela não se torna necessariamente inimiga de Deus ou do evangelho, ela se torna legitimamente inimiga do mundo e de seus mecanismos escusos como a manipulação religiosa, a lavagem cerebral, a hipnose, a extorsão, o charlatanismo, o sectarismo, a indução ao erro, o engano, as vãs filosofias, etc.
É absurdo ouvir alguém dizer que aquele que descobriu a verdade e decidiu se afastar destes mecanismos, se tornou um perseguidor do evangelho. Esta é uma acusação tendenciosa que tem a intenção de denegrir o caráter daquele que acordou do transe, e do misticismo para viver uma vida livre como o próprio Cristo veio ensinar. Agem assim pois querem evitar que outros questionem e investiguem o real motivo.

“Não somos escravos de empresários da fé.” Douglas L Figueiredo.

Tem que ficar claro que, não há como alguém que deixa uma instituição religiosa denominacional deixar de ser igreja, nós indivíduos somos a preciosa noiva de Cristo, sua igreja, comprada por um preço alto. Individualmente ou coletivamente no mundo todo somos a igreja membros do corpo de Cristo!
Quem diz que você só é parte do corpo de Cristo se for membro de uma instituição/denominação é um mentiroso e proselitista – trabalha para um empresário da fé -. A igreja de Cristo está no mundo todo, em  qualquer lugar, ela congrega – reúne-se – entre amigos, irmãos, parentes, pais, filhos e toda e qualquer pessoa que queira ouvir e aprender sobre a verdade que liberta. Nunca devemos deixar de nos congregar, onde quer que seja. Afinal, onde estiverem dois ou três Cristo se faz presente.

É bem sabido que segundo o que está escrito em Mateus sobre a parábola de Jesus sobre “O trigo e o joio”, o inimigo plantou o joio no meio do trigo e não devemos arrancá-lo pois senão também será arrancado o trigo, então cabe ao Senhor que no dia da ceifa separará o trigo do joio.
Mas onde estão o trigo e o joio? Numa denominação? Numa instituição religiosa? Sim, possivelmente, e também estão em TODO O MUNDO! Lembre-se, somos parte do corpo de Cristo e ninguém pode nos separar D’Ele. Há aqueles que ainda insistem em se considerar mais compenetrados com a causa do evangelho estando numa organização religiosa. Poderia ser verdade. Mas, o que podemos perceber é que a causa pela qual lutam não é a dos necessitados e menos favorecidos, como o novo mandamento de Cristo nos ordena …amai-vos uns aos outros assim como eu vos amei…, lutam em causa própria. Dizem que fazendo assim não perderão a salvação e serão mais abençoados se seguirem rigorosamente as orientações de um guru espiritual. Estão tentando salvar a própria pele! Cristo disse: “…aquele que quiser salvar a sua vida perdê-la-á, mas aquele que perder a sua vida por amor de mim achá-la-á…!”. Então é claro que muitas pessoas buscam nas instituições/denominações alguém que lhes mostre um sentido para suas vidas ou a solução de algum problema ou até mesmo alguém que lhes dê um castigo, uma punição por se considerarem desonestas consigo mesmas e com os outros e assim alcançarem algum alívio para suas almas. É neste cenário que entram os charlatães, exploradores da fé e da desgraça alheia. Cheios de promessas e enganos, eles cercam estas pessoas, baixando sua auto-estima, depositando maldições e demônios em suas contas. Se apresentam como doutores e mestres nas ciências ocultas e místicas – que dizem dominar como ninguém – afim de ludibriar estas pessoas cheias de medos e culpas dizendo que as estão ajudando com seus problemas. Mas amigos, hoje, diante de tantas denúncias e escândalos e graças ao poder da internet, cada vez mais pessoas estão acordando e outras estão mais atentas e resistentes a esta corja que se enche de títulos pomposos e com aparência de humildade mas que são na verdade lobos vestidos de ovelhas.

Muitos membros de instituições/denominações religiosas estão sendo desestimulados a utilizar a internet para qualquer coisa inclusive pesquisar sobre os falsos ensinos, as falsas doutrinas, os falsos mestres enfim querem que as pessoas continuem vivendo aquela era de ouro quando eram facilmente enganadas e não havia ninguém que pudesse depor contra e comprovar suas falcatruas. Hoje basta fazer uma breve pesquisa no Google sobre qualquer assunto que em segundos temos muita informação relacionada. É claro que devemos ser extremamente cautelosos com as fakenews sejam elas gospel ou não. É necessário uma boa dose de bom senso em qualquer campo da vida e na internet não é diferente. Mesmo assim podemos pesquisar, investigar e obter muita informação de qualidade quando focamos em um determinado assunto. Resumindo só continua no papo de gente esperta quem quer continuar ignorante.

Muitas publicações encontradas na internet relacionadas ao falso evangelho – que há tantos anos vem sendo disseminado livremente – não são contra pessoas manipuladas, exploradas e enganadas nas empresas religiosas, são contra líderes religiosos, falsos profetas, falsos mestres, charlatães e tantos outros que usam o evangelho como um negócio lucrativo e versos distorcidos da bíblia para enganar e manter cativas e sob um regime ditador pessoas que por medo e falta de conhecimento acreditam estar recebendo algum bem por seguir suas regras. São exploradas e gostam. Tanto gostam que defendem o líder religioso e a instituição/denominação com unhas e dentes. Os donos do negócio agradecem tanta devoção!

Dizem que a igreja tem uma história e os que deixam a instituição/denominação a estão invalidando.

A religião no mundo foi implantada baseada na mentira, no paganismo, no sincretismo (união de várias religiões, cultos e adoração a deuses pagãos) e quem estuda a história do mundo e da formação da igreja sabe o poder que a religião tem e como os governos do mundo e das instituições/denominações a usam para alcançá-lo.
A “igreja” tem todo este aparato sim, conquistado com a morte de milhares de seres humanos que se opuseram por não aceitar seu regime ditatorial e autoritário que obrigava as pessoas a se curvarem e a aceitarem por imposição suas doutrinas e regras. Roubaram suas casas, suas jóias, suas terras, cobraram impostos absurdos das pessoas, para construírem o patrimônio que tem hoje. Quem vê de fora, se deslumbra com a ostentação de muitos templos religiosos, mas não conhecem a história de como foi concebida toda a estrutura que tanto admiram. Muitos membros doaram tudo o que tinham e até o que não tinham, para que estes prédios fossem erguidos. Lugares de prostituição da palavra de Deus, onde oferecem prazer – o que se quer ouvir – por alguns trocados.
Se eu pudesse jamais teria entrado numa denominação religiosa, num templo ou coisa parecida! Não aprendi outra coisa a não ser que, deveria ser fiel ao líder – considerando-o alguém ungido e superior – e às regras da instituição/denominação que frequentava.

Hoje sei que suas doutrinas são doutrinas de demônios e que só favorecem uma pessoa: O dono do negócio.

Estas instituições/denominações se valem de práticas de rituais místicos e cultos para dar legalidade e aparência de espiritualidade ao seu negócio, porém suas práticas estão longe até mesmo dos rituais judaicos ordenados por Deus e sobre como e em quais circunstâncias deveriam ser praticados. Elas são uma FRAUDE absolutamente gritante. Elas usam suas próprias teorias nos seus rituais para enganar bobos.

Permita-me um exemplo

O ritual de apresentação de crianças nestas denominações é um momento de celebração da família pelo novo membro e dizem cumprir uma ordenança não é mesmo?
Nos moldes de hoje, o líder espiritual simplesmente pega o bebê em seus braços e recomenda uma oração pela criança e faz os pais repetirem algumas palavras de compromisso com a criação do mesmo sob a sã doutrina e blá-blá-blá.
Mas será que este é o modo correto de apresentar uma criança segundo a bíblia? Senão vejamos:
Segundo a bíblia a apresentação de uma criança deveria ser acompanhado da morte de um par de rolas ou dois pombinhos como está descrito em Lucas 2,22. Eles não fazem isso!
Talvez digam que Cristo já morreu no lugar das rolinhas e das pombinhas; como sempre eles tem argumentos falaciosos para tudo.
Quem mandou mudar o que está escrito na bíblia? Manipuladores descarados das escrituras! Tiram, mudam e colocam em prática somente o que lhes convém! Querem ser Judeus, mas não são!!! Fuja deles!

É notório que nestes últimos tempos a tecnologia da informação está causando um estrago muito grande na unilateralidade de líderes religiosos. A informação, a discussão, a forma como as mentiras que nos foram contadas são desmascaradas através de depoimentos e declarações de pessoas que certeiramente abandonaram as mentiras da falsa religião baseada em servir ao líder religioso e suas doutrinas de escravidão está assustando as instituições/denominações religiosas que dependem do dinheiro de pessoas que por ignorância são enganadas com promessas de uma vida melhor neste mundo se doarem um pequena porcentagem do seu salário e seguir seus gurus espirituais intermediadores entre eles e Deus. Somente com pessoas desinformadas estes homens com aparência de humildade ainda conseguem reinar, desferindo diariamente na TV, no rádio e outros meio de comunicação seus golpes que ainda lhes rende sustento e conforto. Mas esta era está acabando, logo, logo seus templos pomposos ou não, com parafernálias, musicas e todo o tipo de aparato usado para enganar  as pessoas  chegará ao fim.

Ainda que digam e o acusem de estar deixando a instituição/denominação por causa de algum pecado que tenha cometido ou porque suas práticas não são condizentes com as regras da instituição/denominação e está deixando o rol de membros santos e justos porque não se sente a vontade com pessoas que não cometem os mesmos pecados que você é só refletir e se perguntar: Quem não tem pecados mesmo? Meu pecado não é maior do que o perdão e a graça da salvação dada por Cristo.
Não os culpe, eles se sentem seres superiores, porque foram ensinados não só, a fazer acepção de pessoas considerando-as perdidas por não estarem associadas à eles, mas também evitá-los a fim de não se contaminar. A instituição/denominação os faz acreditar realmente que devem considerá-la o lar dos santos, limpos, e puros homens e mulheres. Não consigo entender como Deus pode ser tão mal por permitir que eles ainda estejam aqui neste mundo vil cheio de contaminações e tentações. Coitadinhos.

Não abandonamos a fé, não abandonamos a congregação dos santos, não abandonamos o verdadeiro evangelho.
Abandonamos a comunhão com as trevas, com aqueles que não querem saber de Deus e de ajudar outros além de si mesmos, destes devemos manter distância.

É óbvio que os que defendem sua instituição/denominação não aceitarão de maneira alguma o comportamento de desassociação de membros ou coisa parecida, logo, se colocam como vítimas e acusam estar sendo perseguidos e dizem que as portas do inferno não prevalecerão, e é aquilo fazem tudo para chamar a atenção e ganhar a simpatia e defesa do maior número de pessoas possível. E como sempre a multidão dá o seu grito por Barrabás. O que devemos esperar de quem nem sequer um dia se deu o trabalho de abrir a bíblia e ler pelo menos os quatro evangelhos que narram a história do único e verdadeiro pastor que morreu por todos nós e assim entender que o próprio Cristo combateu os falsos metres, sacerdotes, escribas, fariseus e doutores das leis chamando-os de raça de víboras, hipócritas que fechavam o céu, não entravam  e nem deixavam entrar os que queriam. Talvez se pelo menos lerem com atenção perceberão que estão defendendo novamente o lado errado da história.

Se alguém vier e te disser que não devemos julgá-los por suas práticas contrárias aos ensinos do mestre considere-o um mentiroso. O próprio Cristo formou discípulos e apóstolos para anunciar as boas novas do evangelho que é: Não devemos mais nos colocar debaixo do jugo de escravidão de homens que querem se colocar como intermediários entre você e Deus. Os judeus foram explorados, roubados pelos sacerdotes que eram homens que deveriam tomar conta do povo de Deus com justiça e honestidade, mas como sabemos não deu certo. Isso acabou! Cristo cumpriu toda a lei para salvar todo aquele que receber o seu chamado e vier a Ele. Sem intermediários! Lembre-se Cristo disse: … todos somos iguais, todos somos irmãos. Então, baseado nessa verdade concluímos que uma pessoa arrependida não é mais importante para Deus do que você ou aquele bêbado caído na sarjeta, ou um presidiário, ou um drogado, ou uma prostituta na esquina, etc. Lembre-se disso.

Quando te convidarem: Filho pródigo, volta para casa. Pergunte, qual casa?

Deus não habita em templos feitos por mãos de homens nem tampouco é servido pela mão dos homens pois é Ele que dá tudo.
O que eles querem é que você volte a ser um mantenedor de sua instituição/denominação levando consigo outros amigos e parentes para terem seus medos explorados com heresias e doutrinas de demônios.

Estamos bem, somos livres por Cristo. Somos todos iguais e o plano da salvação já foi consumado na cruz.

DESIGREJADOS? IMPOSSÍVEL – DESVIADOS? COM CERTEZA!

DE MANIPULADORES E PROSELITISTAS

Sou Livre!

Escrito por: Douglas L. Figueiredo


About Douglas L. Figueiredo

Douglas L. Figueiredo é empresário CEO da Agência de Publicidade Studio Delf Propaganda & Comunicação. Programador de computadores nas linguagens Visual Basic, java Script, PHP, desenvolve conteúdo e programação de sistemas de som ambiente para o comércio. Administra este site bem como o www.studiodelf.com.br. Locutor comercial, sua segunda língua é o inglês. Mora em São Paulo é auto-didata e seus hobbies incluem pesquisar e estudar assuntos relacionados a má religião buscando colaborar com a divulgação do verdadeiro evangelho que liberta.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *